Você está emO Processo de Cura” –

Regressão / Flashback


Foto: Vanessa Oliveira

A questão de padrões associa-se à questão de regressões e flashbacks. Um dos mecanismos terapêuticos mais antigos é o processo de regressão, que se entende pela sensação, muitas vezes induzida, de a pessoa resgatar as lembranças e, PRINCIPALMENTE, as sensações e emoções que teve em relações a determinado trauma(*), agora sob uma nova condição que lhe permita reviver a situação, porém integrando o que possa ter ficado de bom ou de ensinamento, agregando valor sobre aquilo, uma vez que o que ficou de negativo ou já está bem patente para a consciência, ou, bem pior, de tão intenso foi agregado aos conteúdos inconscientes, como uma forma de proteção do próprio sistema de equilíbrio psíquico e orgânico.

(*) O trauma pode ser gerando tanto por uma única situação crítica e extrema, como pela somatória constante de muitas “pequenas” situações envolvendo o mesmo problema.

As regressões podem tanto ser a fatos recentes, quanto a de qualquer período da vida, como da infância, da época de gestação ou ainda sobre conteúdos de vida passada ou de origem até mesmo não identificada. Mesmo que a pessoa não tenha a crença de períodos como os de vidas passadas, o mais importante sobre este tipo de experiência é que ela possa viver a verdade de determinado conteúdo que ela traz dentro de si, e que essa revivência/releitura, dentro do contexto terapêutico possa trazer a ela o resultado de cura que ela procura e/ou precisa.

É muito comum ver as pessoas procurarem terapias de vidas passadas como forma de poderem se entregar à vivência de uma experiência mística que lhes aplaque uma busca interna e profunda por uma espécie de confirmação de sua própria espiritualidade ou ainda da manifestação de forças astrais que de, alguma forma, ela intui existirem. Esse tipo de busca pode ser, além de frustrante, uma forma de complicar ou piorar tanto o desenvolvimento e os processos de cura pessoais como os de percepção e evolução espiritual.

É muito comum ver pessoas surtadas com problemas ligados a vidas passadas quando não conseguiram se quer resolver seus problemas, por assim dizer, mais atuais, mais urgentes. Há ainda a ocorrência da amplificação de determinados traumas por conta de se estar acessando conteúdos que não são devidamente integrados. Pessoalmente, vejo como mais eficientes os processos de cura que são startados como um livro de páginas em branco, prontos para receber o que for adequado para o momento, definindo-se a técnica de acordo com a percepção e a intuição do momento, tanto de terapeuta quanto de terapeutizado. Ao procurar uma terapia especificamente dessa natureza, procure um profissional sobre o qual tenha referências seguras e experiência nesse tipo de prática e que se proponha não somente a conduzir você simplesmente em um processo de regressão, mas também a orientá-lo na integração do conteúdo que daí surgir. Na dúvida, realize esse tipo de processo sozinho, pois assim é mais seguro: sozinhos, não atravessamos a linha de nossos próprios limites. A este propósito, em específico, sugiro a leitura do livro “A cura através da Terapia de Vidas Passadas”, de Brian L. Weiss. MD.

Veja mais a respeito de regressão no texto específico sobre este assunto.

<Anterior Próximo>

Referências

Deixe Seu Comentário

Comentário(s)