Você está em A Mente que Cura – Programação Mental

Cérebro Triúno


Item disponível em sua íntegra apenas na VERSÃO COMPLETA.


[Trecho disponível apenas na Versão Completa]

Numa prática como, por exemplo, a hiperventilação, conseguimos anestesiar um pouco (ou muito) nosso neocórtex, liberando assim reações reprimidas de nossos instintos e nossas emoções. Esse tipo de experiência nos faz lançar mão de uma nova vivência e traz à tona recursos de percepção e respostas que passam a fazer parte do nosso universo de conhecimento, possibilidades e escolhas.

[…]


Mente Inferior e Mente Superior

Item disponível apenas na VERSÃO COMPLETA.


Sintonização: pensamentos como frequências mentais

Há línguas dentro das quais não se usa uma estrutura do tipo “tive um pensamento”, pois essa forma leva ao entendimento da pessoa ter gerado o pensamento a partir de si mesma, ter criado determinado pensamento. Nessas línguas diz-se “ocorreu-me um pensamento”, dando uma idéia do pensamento já existir por si mesmo, tendo sido apenas frequenciado pela pessoa.

Quando meditamos, fica claro existir uma onda mental que não faz parte direta da personalidade com a qual nos identificamos e que é quem parece achar que somos. Os pensamentos “estão no ar”, desfilam em ondas por campos diversos e nós os sintonizamos.

Na realidade, as duas formas podem ocorrer: podemos “gerar” pensamentos ou apenas frequênciá-los. Entretanto, a maioria das pessoas dentro do padrão médio de consciência, grande parte das vezes, estão apenas frequenciando continuamente padrões mentais que já estão “flutuando” por aí e os tomando como seus próprios, num processo dentro do qual reforçam ainda mais essas formas-pensamento como uma estrutura poderosa capaz de atingir mais e mais pessoas.

Geramos pensamentos novos apenas em processos criativos. No mais das vezes, os resgatamos ou tão somente frequenciamos ondas de formas-pensamento previamente existentes. Mesmos os processos criativos devem ser analisados com carinho, pois de certa forma, tudo o que existe já faz parte da Mente Universal, podemos considerar que apenas relembramos o já existente. Nesse sentido, mesmo o processo criativo não traz nada de “novo”…

A questão de pensamentos como frequências mentais será mais desdobrada adiante nos itens sobre conhecer, identificar e escolher frequências mentais e também na apresentação do Tizolkin.


  • Mente como parte do sistema quaternário dos corpos inferiores

  • Inteligência Analítica / Inteligência Emocional / Sabedoria

Itens disponíveis apenas na VERSÃO COMPLETA.


Inteligência Multifocal

Uma das teorias mais completas sobre o funcionamento da mente é a da Inteligência Multifocal, do Dr. Augusto Cury, a qual aborda um conteúdo tão profundo e complexo que fica difícil até mesmo de apresentar uma definição resumida do que ela seja realmente.

Arriscando uma definição, podemos dizer que a formação dos pensamentos é um processo multifocal em operação pela inter-relação de diversos fatores, inclusive “à revelia” ou fora do gerenciamento do eu, dentre eles: âncora da memória; fenômeno do autofluxo; autochecagem da memória; psicoadaptação; história intrapsíquica (representações psicossemânticas); leitura multifocal da memória; matrizes de pensamentos essenciais; Bastidores da Mente (inconsciente). Essa percepção desdobra-se em conceitos como: pensamentos dialéticos e antidialéticos; resgate da liderança do eu nos focos de tensão; síndrome da exteriorização existencial.

Veja a página com o glossário do livro apresentando a indicação de leitura dessa teoria para ter uma percepção do que Cury propõe com alguns comentários adicionais de acordo com os conteúdos que são apresentados na Vivência em Cura.


Estruturação Sobreposta do Campo Mental

O campo mental estrutura-se em camadas sobrepostas apoiadas, interligadas e autosustentadas entre si. Uma imagem para ilustrar esse conceito é a das camadas de uma cebola.

Esse entendimento é bastante importante quando estamos falando em crenças e suas mudanças. Pontos muito importantes sobre os quais muitas vezes estamos trabalhando sem sucesso para conseguir alterá-los, normalmente apresentam sistemas de crenças entrelaçadas e contraditórias entre si, de forma a criar inconsistências sabotadoras das nossas tentativas.

[…]

Item disponível em sua íntegra apenas na VERSÃO COMPLETA.


  • Caráter linear, quântico, espiralado, geométrico e multimanifestacional da mente

  • Fluxo da energia dentro do processo criativo

Itens disponíveis apenas na VERSÃO COMPLETA.


Disponibilidade Energética e Esgotamento Mental

É imprescindível o sistema de tudo o que somos ter energia “limpa” em abundância para que todo o arcabouço mental criado e focado por nós possa fluir e concretizar as coisas no plano da manifestação.

Uma mente muito pensante não implica em disponibilidade desse tipo de energia “limpa” para a pessoa. Muitas mentes pensantes perpetuam, por exemplo, sistemas de estruturas de defesa de personalidade carentes a sugar continuamente mais e mais energia gerando esgotamento mental e físico e não energia “limpa” disponível, energia criativa.

[…]

Item disponível em sua íntegra apenas na VERSÃO COMPLETA.


Velocidade, distância e separação entre pensamento e realidade manifestada

A distância entre aquilo que pensamos e a construção direta da realidade é uma bênção. Caso simplesmente pensássemos em algo e aquilo se materializasse imediatamente, podemos facilmente imaginar o caos constante que teríamos ao nosso redor, uma vez que nossos pensamentos são tão soltos, indistintos, desencadeados uns dos outros e por tantas vezes até mesmo bizarros.

Um dos maiores desafios aqui na terceira dimensão da Terra é justamente aprendermos a harmonizar nosso fluxo e o conteúdo mental, aprender a reconhecer precocemente a formação e o encaminhamento das forças e padrões mentais, de modo a podermos fazer opções e direcionamentos harmônicos (e não esse fluxo caótico tão conhecido por nós). O desenvolvimento dessa capacidade de lidar com os pensamentos é um pressuposto básico para a ativação e liberação de nossos poderes paranormais e ainda outros além deles, de modo a podermos experienciar direta e fluidamente nossas capacidades divinas de seres criadores da realidade.


A imprescindibilidade da meditação no processo

[Item disponível em sua íntegra apenas na VERSÃO COMPLETA]

Está cheio de pessoas fortes no mundo com mentes poderosas e brilhantes em estado deplorável, muitas outras já mortas de formas trágicas ou deprimentes. Não basta ter uma “super mente” focando a positividade para estar “tudo certo”.

Não ser “o dono da verdade” é fundamental. Ter a humildade (sob a ótica de humilde como vazio) de reconhecer as limitações da mente dentro do plano humano e o direito das demais mentes individuais de terem suas próprias crenças e manifestar seu próprio mundo garante uma base sólida para trazer uma programação mental consciente para sua vida sem incorrer em riscos elevados de andar por caminhos tortuosos.

[…]

Alguns cientistas cartesianos chegam a afirmar que o estado de mente zero não existe, sendo a própria definição do vazio já uma concepção do mental. Entretanto, esses cientistas, como a maioria da população humana na Terra, não tiveram por si mesmos uma vivência mística ligada a um estado de mente além da razão. Não conhecem um estado meditativo ligado ao silêncio mental absoluto. Concebem estados meditativos apenas como algo muito mais ligado a concentração mental, foco mental específico, por mais suave ou prazeroso que seja, mas ainda assim foco ou concentração mental e não a não-mente, o vazio ou silêncio completos. Considere essas expressões (vazio, silêncio, não-mente, mente zero) apenas como pálidas aproximações e tentativas de exprimir esses estados, que são, por si só, inexprimíveis.

[…]


Desidentificação (frisando…)

Item disponível apenas na VERSÃO COMPLETA.

<Anterior Próximo>

Deixe Seu Comentário

Comentário(s) para A Mente que Cura
Se seu post não aparecer imediatamente, atualize a página pois ele já deve estar ativo.