Você está em A Mente que Cura – Programação Mental

Conclusão


Um assunto como este pode ter conclusão?…  🙄

“Bem, já entendi isso tudo, concordo com todas as coisas, aplico as idéias e conceitos expostos, mas não consigo mudar a minha realidade. O que está havendo?…”

Tratando de programação mental, um pensamento como esse aí em cima poderia facilmente estar configurado entre o maior dos desafios possíveis a serem encontrados.

Entretanto, essa tônica é algo facilmente passível de ocorrer após um contato inicial com este conteúdo, mas dificilmente após sua integração e aplicação efetiva a longo prazo. Leia este texto várias vezes. A cada momento, uma nova “ficha vai cair” e uma nova conquista será atingida. Lembre-se da formação das camadas da mente em estrutura de sobreposição, assim como as camadas de uma cebola. A cada leitura e período de processamento, uma ou duas camadas indesejadas serão dissolvidas e reprogramadas, porém não todas de uma única vez.

O conhecimento aqui exposto está além da percepção mental, vai muito além, embora possa parecer um paradoxo um conteúdo sobre Programação Mental ir além da mente…

Mas isso é real e verdadeiro. O conhecimento aqui compartilhado é vivencial. Transcendente. Se você se fechar na mente para atingir as metas aqui propostas, estará fadado(a) ao mesmo erro exposto na seção sobre o poder da meditação, do desligamento da mente para se atingir a mestria mental.

Vá em frente, acredite no conteúdo aqui exposto e os frutos virão. Apenas cheque se está cumprindo todas as fases do processo, se sua vida é integral, se tem meditação, controle emocional, impecabilidade, espiritualidade, amor, compreensão, aceitação, arte, carinho e paz. Isso não são coisas que se consegue pensando muito. Não é pensando muito que necessariamente iremos chegar a algum lugar. A própria natureza do pensamento ressonante com todas as coisas exige intervalos, entrega, deixar ir. A maior sabedoria da mente consiste em reconhecer as limitações de si mesma. Pense nisso. Ou não…

A partir de uma boa relação com nosso campo mental e da construção de um arcabouço de crenças bem estruturado, harmônico e voltado para a evolução de todas as coisas, liberamos uma quantidade muito grande de energia despendida simplesmente para levar o nosso dia-a-dia com muita dificuldade. Com a liberação dessa energia, vem a nossa auto-realização e o encaminhamento de nossas vidas no plano terreno. O potencial energético daí advindo será empregado, normalmente, no desenvolvimento das nossas capacidades até então “paranormais”, como a telepatia, a projeção astral, a bilocação (estar em dois lugares ao mesmo tempo) etc.

Programar a mente é programar todo o sistema do que somos. Uma programação é seguida pelos instrumentos que a cumprem, sem haver questionamento, apenas execução do previamente programado.

Nos programamos e reprogramamos continuamente. Pensar causa. Pense bem.

<Anterior A Verdade

Referências

Deixe Seu Comentário

Comentário(s) para A Mente que Cura
Se seu post não aparecer imediatamente, atualize a página pois ele já deve estar ativo.