A Volta a si Mesm@

Terapia pode ser considerada um retorno ao eu,
uma “Volta ao lar”.

“A doença começa quando começamos a nos esquecer de quem somos”…

Barbara Brennan

Quando crianças, estamos totalmente integrados com a consciência cósmica, porém inconscientemente. Cabe a cada um de nós resgatar essa integração, agora, de uma forma consciente.



Ao sentirmos a manifestação real da cura em nós, não temos a menor dúvida de que sua manifestação é real, verdadeira. A sensação é exatamente a de estarmos resgatando o que já somos e sempre esteve dentro de nós, embora não o alcançássemos.

Entretanto, e infelizmente, o estado de cura real e completo é pouco comum.

Quando manifestando a cura integral, sentimos plenos, independente das situações dadas, sem necessidades. com harmonia nos ambientes interno e externo, comportamento, relacionamentos, pensamentos e com tudo o que existe.

Quando manifestando a cura integral, sentimo-nos plenos, independente das situações dadas, sem necessidades. Com harmonia nos ambientes interno e externo, comportamento, relacionamentos, pensamentos e com tudo o que existe.

Autoconhecimento é uma palavra chave dentro do processo de volta a si mesmo.

Como voltar para “o que não conhecemos”?

Faz parte de vir para este mundo esquecer de quem realmente somos. Resgatar a memória de nós próprios, conhecer a si mesmo(a), nos leva de volta pra casa, dissolve as ilusões deste mundo. Cura, alivia, restaura.

A este respeito, segue abaixo a transcrição do trecho final do vídeo Meditação e Projeção Astral:

“Durante a gestação, a consciência viaja frequentemente para a Fonte de Tudo o que É; até os sete anos, temos consciência de nossa ligação com a fonte. Dos sete anos aos quatorze, a mente adquire sua própria forma. o intelecto é formado dos quatorze aos vinte e um anos. Dos vinte e um aos vinte e oito anos experienciamos a combinação do corpo, mente e intelecto; dos vinte e oito anos em diante, a vida depende do autoconhecimento.

Se a pessoa não tem conhecimento do self, sua consciência fica entre o corpo e a mente. Por causa disso, a miséria começa. Ele pode não compreender as situações; as coisas começam a ficar mais críticas para ela. Ela se move aceitando a rigidez. A rigidez tranca o fluxo da energia cósmica. Dentro disso, ela sofre doenças, estresse e tensões. Ela passa seus dias sem consciência. Não pode entender o propósito real de sua vida. Ela passa dos dias da infância para a juventude e depois para a velhice e finalmente passa daqui para fora do plano terrestre sem ter completado o propósito de ter vindo ao planeta Terra. 


Isto é o que chamamos de morte. Mesmo depois da morte, a camada da mente rígida,  com a não compreensão não permite que a consciência alcance a Fonte. Por causa da compreensão errada a pessoa cria seu próprio inferno e céu e permanece como um ser do baixo astral.  

Se a pessoa começa a vida estando com o self, sempre estará em paz em todas as situações dadas.

 Mesmo depois da morte ela não vai estar nas frequências mais baixas e vai novamente para a fonte.

Pela obtenção de elevado conhecimento, através do terceiro olho, viagem astral, conhecimento da morte e da vida, a pessoa terá perfeita compreensão do corpo, mente, intelecto, self e força da vida. Ela compreenderá que a consciência é uma combinação de energia e conhecimento.

A consciência vem para este plano para ganhar mais energia e conhecimento e para criar.

Por viver todo o tempo com esse entendimento a pessoa começa a ter entendimentos mais elevados sobre a existência de toda a criação.”


Peça Feedback gratuito do seu Processo Pessoal Agora.

O processo pessoal refere-se a suas questões internas, a forma como pensa, como são seus sentimentos, pelo que tem passado, quais suas necessidades atuais.

Deixe Seu Comentário

Comentário(s).