Benefícios de Beber Água


Conteúdo recebido pela Internet com crédito de autoria disponibilizado ao longo do texto, conforme foi recebido.

A prática citada de beber 1,5 litros de água foi referendada por diversos participantes de eventos da Vivência em Cura com efeitos benéficos.

Veja também o arquivoMoleculas de Agua


Falta de água é o fator nº 1 causador de fadiga durante o dia.

Estudos preliminares indicam que de 8 a 10 copos de água por dia poderia aliviar significativamente as dores nas costas e nas juntas em 80% das pessoas que sofrem desses males.

Uma mera redução de 2% da água no corpo humano pode provocar incoerência na memória de curto prazo, problemas com matemática e dificuldade em focalizar uma tela de computador ou uma página de impressa.

Beber 5 copos de água por dia diminui o risco de câncer no cólon em 45%, pode diminuir o risco de câncer de mama em 79% e em 50% a probabilidade de se desenvolver câncer na bexiga.

Um copo de água corta a sensação de fome durante a noite para quase 100% das pessoas em regime.

Você está tomando a quantidade de água você deveria todos os dias?


Abaixo segue um material copiado de um fórum de discussão.

Ressalta-se que a prática recomenda de tomar 1,5 L de água pela manhã assim como qualquer prática terapêutica ou evolutiva deve ser entendida como um caminho de aprendizado e não como uma obsessão.

Após uma primeira experiência inicial (média de 1 semana), o seu relacionamento com a água e a lubrificação do corpo (ingestão de líquidos e gorduras de uma forma em geral) passa a ser outro, bem mais saudável e consciente. Por exemplo: mesmo que você não tome o 1,5 litro de água assim que acordar, provavelmente você vai ter vontade de tomar uma certa quantidade de água (o tanto que o fizer se sentir bem) ainda em jujum e esperar algum tempo antes de tomar/comer qualquer coisa. Haverá uma tendência de você ter mais consciência do que estará acontecendo quando tomar água, ou qualquer outro líquido, isso tanto para essa primeira ocasião do dia, quanto para em qualquer horário, lembrando que esse aumento de consciência e atenção representa diretamente um ganho permanente dentro do seu processo de expansão de consciência, além de reforçar seu estado de alerta, saúde e equilíbrio constantes.

—– Original Message —–
From: Rui Fragassi
To: 21 Dias
Sent: Thursday, October 21, 2004 4:39 PM
Subject: Re: 21 Dias – A Água cura Tudo #1

Existem muitas informações sobre a água que muitos desta Lista não estão familiarizados. Vou começar a postar alguns artigos [que escrevi muito tempo atrás] a respeito, se houver interesse.
Abraços, Rui.

A ÁGUA CURA TUDO

Água é uma substância divina, indispensável para a nossa vida física. Quando nascemos possuímos quase 80 % de nosso peso constituído de água e quando morremos, com idade avançada, possuímos apenas cerca de 40 % de água no corpo (média entre todos os tecidos corporais, já que cada tecido possui uma dada porcentagem de água). Isso mostra que nosso modo de vida errado leva a uma contínua desidratação dos tecidos (das células) com o decorrer do tempo. Se a percentagem de água vai diminuindo, qual é a substância que vai aumentando sua porcentagem com o avançar da idade? São as substâncias ÁCIDAS! Já está descoberto pela ciência, que os fluidos do corpo humano, para seu bom funcionamento, devem ser ALCALINOS ( ou básicos), correspondendo a um índice de pH um pouco acima de 7,0. Acúmulo de substâncias ácidas servem de alimento para todos os microorganismos patogênicos em nosso corpo físico (bactérias, bacilos, fungos, vírus, vibriões, amebas, etc.). Alguns desses microorganismos parasitas podem crescer até tamanhos enormes, como lombrigas, solitárias, tênias, etc. Portanto, um modo errado de viver (cheio de “pecados”) leva a três eventos concomitantes: desidratação, acidez e surgimento de microorganismos parasitas patogênicos! Todos os três sintomas serão eliminados se conseguirmos hidratar adequadamente as células do nosso corpo físico.

Vou, inicialmente, traduzir uma carta eletrônica que recebi recentemente:

“”Notícia Espantosa (Terapia pela água)
Espantoso! Mas verdadeiro!!

6 copos de água (1,5 litros). Sem gastar com remédios, tabletes, injeções, diagnósticos, consultas médicas, etc.; apenas bebendo água pura, as seguintes doenças serão curadas. Você nunca poderá acreditar se não praticar. Vejamos a lista de doenças que têm sido curadas por esta terapia. Doenças curadas por apenas beber água:

1. dor de cabeça
2. pressão sangüínea/hipertensão
3. anemia (sangue insuficiente)
4. reumatismo (dor nas juntas/músculos)
5. paralisia geral
6. obesidade
7. artrite
8. sinusite
9. taquicardia
10. tosse
11. asma
12. bronquite
13. tuberculose pulmonar
14. meningite
15. pedra nos rins
16. doenças urogenitais
17. hiper-acidez
18. gastroenterite
19. disenteria
20. “piodapse” retal
21. constipação
22. diabetes
23. doenças nos olhos
24. hemorragia oftálmica & oftalmia (olhos vermelhos)
25. menstruação irregular
26. leucemia (sangue branco)
27. câncer uterino
28. câncer do seio
29. laringite, etc.

Como fazer esta terapia pela água?
1) De manhã, logo ao levantar da cama (sem inclusive escovar seus dentes), beba 1,50 litros de água, i.e., 5 a 6 copos. É conveniente medir antecipadamente os 1,50 litros de água. Saibamos que nossos ancestrais chamavam esta terapia de “Usha Paana Chikitsa”. Você pode lavar o rosto após isso.
2) Aqui é essencial notar que nada mais – nenhuma bebida nem comida sólida de qualquer tipo – deve ser tomada dentro de uma hora antes e depois de beber este 1,50 litros de água.
3) Deve ser estritamente observado que nenhuma bebida alcoólica deve ser tomada na noite anterior.
4) Se necessário, água fervida e filtrada pode ser usada para este propósito.

É possível beber 1,50 litros de água de uma vez?

Para começar, a pessoa pode achar difícil beber 1,50 litros de água de uma vez, mas vai-se acostumando com isso gradualmente. Inicialmente, enquanto praticando, você pode tomar 4 copos primeiro e completar com dois copos após um intervalo de 2 minutos. Inicialmente, você pode precisar urinar 2 a 3 vezes dentro de uma hora, mas isso irá tornar-se normal após algum tempo. Através de pesquisa e experimentação, as seguintes doenças são observadas serem curadas dentro dos dias indicados abaixo:

Constipação 1 dia
Acidez 2 dias
Diabetes 7 dias
Pressão sangüínea & hipertensão 4 semanas
Câncer 4 semanas
Tuberculose pulmonar 3 meses

Nota:

Recomenda-se que pessoas que sofram de artrite ou reumatismo deveriam praticar esta terapia 3 vezes ao dia, i.e., de manhã, ao meio dia e de noite, uma hora antes das refeições – por uma semana; e 2 vezes ao dia subseqüentemente até a doença ser curada.

Como a água pura age?
Consumindo água potável comum da maneira correta, purifica-se o corpo humano. Torna o cólon mais efetivo, formando sangue novo, conhecido em termos médicos como “haematopaises” (sic!). Que as dobras da mucosa do cólon e dos intestinos são ativadas por este método, é um fato conhecido, assim como a teoria de que o sangue fresco é produzido nas dobras da mucosa. Se o cólon for limpo, então os nutrientes da comida tomada várias vezes ao dia, serão absorvidos e, pela ação das dobras na mucosa, estes serão convertidos em sangue fresco. O sangue é de importância fundamental na cura de doenças e na restauração da saúde, e para isso a água deve ser consumida de forma rotineira. Nós solicitamos veementemente que o método acima deva ser lido e praticado cuidadosamente.
Por favor espalhe esta mensagem para seus amigos, parentes e vizinhos – ela é um grande serviço que prestamos para a humanidade”"

Vários pontos ficam evidentes nesta mensagem: o método é sugerido para ser aplicado em pessoas comuns, que tem a alimentação bucal errada que conhecemos; por isso, o volume de ingestão de água (1,50 litros, de uma vez só) me parece excessivo; além disso, a água sugerida para consumo é a água comum, obtida da sua torneira: se você tomar uma água mais adequada, a absorção será mais eficiente e o volume necessário deverá ser muito menor. Note, também, que esse método deve ser visto como uma “muleta temporária” (trata de EFEITOS), enquanto você não corrige a CAUSA de seus males (modo de vida errado). Que vem a ser uma “água mais adequada” (“água viva”) para ser ingerida? Irei abordar este tema com mais detalhe em intervenções futuras, neste local.

Meus votos de Paz, luz e saúde integral para todas(os). Rui.

Então vai aí a segunda cápsula…
Rui

Deveríamos nos esforçar para devolver a água emprestada do ambiente (para uso no nosso corpo e em nossas máquinas) da forma menos poluída possível, como no caso de uma usina hidroelétrica. Quem já está se alimentando exclusivamente de frutas cruas deve ter observado que sua urina, devolvida à Natureza, não possui cor, não possui cheiro e não possui sabor (características de uma água pura!). A água que consumimos é realmente EMPRESTADA da Mãe Terra, já que usamos hoje a mesma água usada pelos dinossauros!

Mas, afinal, porque ocorre (para a maioria das pessoas) a desidratação celular, com o passar do tempo, surgindo sintomas (doenças) como, por exemplo, rugas? Isto ocorre porque existe um desequilíbrio entre a taxa média de entrada de água na célula e a taxa média de saída de água da célula (taxa = quantidade de algo na unidade de tempo), com a taxa média de saída de água maior que a taxa média de entrada. Um aumento da taxa de saída de água das células é induzido quando ingerimos uma alimentação inadequada (por exemplo, ingerindo sal comum, alimentos muito ácidos, etc. que requerem sua diluição pela água, para não matarem células que recebem diretamente estes venenos).

Já a diminuição de entrada de água nas células, pode ter uma série de motivos:

- ingestão insuficiente de água [disponibilização insuficiente];
- obstruções no percurso da água até a membrana externa da célula;
- incapacidade da célula de “engolir” a água presente em seu exterior!!??

Se nos alimentarmos exclusivamente de frutas cruas, a ingestão de água fica adequada, através desses alimentos (passei anos, e bem de saúde, sem beber água explícita). Comendo-se alimentos processados é necessário ingerir água explícita adicional para hidratar adequadamente as células.

Se houver obstruções no percurso da água até as células (principalmente nos vasos capilares, incrustações de gorduras nas artérias, etc.), mesmo ingerindo um volume de água que seria suficiente em condições normais, esta água não consegue chegar a certos grupos de células devido a esses caminhos entupidos (devido à alimentação errada, poluição atmosférica e cirurgias).

Para entender porque uma célula pode não conseguir, às vezes, “engolir” (passar para o seu interior) uma água que conseguiu chegar à sua presença, precisamos entender antecipadamente alguns outros fatos relevantes à água no estado líquido. Uma molécula de água (H2O) é constituída pela junção de dois átomos de hidrogênio com um átomo de oxigênio. Nessa junção, cada átomo de hidrogênio perde um elétron (que possui carga elétrica negativa) para o átomo de oxigênio, transformando cada átomo de hidrogênio em um íon positivo e o oxigênio em um íon negativo, sendo que o conjunto desses três íons tem o perfil da cabeça
do Mickey Mouse (os íons de hidrogênio ficam nas posições das orelhas desse camundongo). Como os íons positivos de hidrogênio não estão em posições diametralmente opostos, com relação ao íon de oxigênio (imagine a cabeça do Mickey Mouse), existirá uma posição “efetiva” das cargas elétricas positivas do hidrogênio, diferente da posição efetiva da carga negativa do oxigênio (no centro do átomo de oxigênio). O resultado final dessa história toda é que a molécula de água, apesar de, no total, ser neutra (duas cargas elétricas positivas e duas cargas elétricas negativas), possui uma separação entre as cargas positivas e negativas, gerando o que se chama de um “dipolo elétrico” e dizemos que todas as moléculas de água são “polares”. Se uma molécula de água encontra-se na presença de outra molécula de água, haverá possibilidade de uma atração elétrica entre as cargas elétricas de sinais opostos dessas duas moléculas, e elas acabarem se juntando, formando um conjunto unido (através de uma “ponte de hidrogênio”, no caso). Se houver mais moléculas de água disponíveis, esse agregado unido pode conter centenas de moléculas de água, em um volume de água usual líquida na temperatura ambiente. Para formar o volume total de água líquida de um copo d’água, por exemplo, um grande número desses grandes agregados irá estar presente, naturalmente. Temos, agora, elementos para entender o terceiro problema de hidratação celular.

Vocês se lembram da informação inicial que, ao nascermos, temos quase 80 % de água no corpo? Existe um dado adicional: a maioria dessa água ocorre em um estado estruturado que possui 6 moléculas de água ligadas em anel (e, não, centenas de moléculas, como na água comum mencionada acima)! É por causa desse tipo de agrupamento de moléculas de água que os flocos de neve possuem, em geral, o formato geral hexagonal. Além disso, somente agregados (“clusters”) de moléculas de água até em torno deste valor 6, possuem tamanho adequado para serem engolidos pelas bocas (poros) das células! Com o passar do tempo, devido aos nossos erros (alimentação, poluição e radiação) esse aglomerado ideal, abundante no recém-nascido, começa a agregar mais moléculas, não sendo mais absorvível pela célula (seria como você tentar comer uma maça de uma só vez, sem mastigá-la, impossível!). Existem vários lugares no nosso planeta em que as condições locais fazem com que aflorem “águas vivas” com essa estruturação ideal, como Lourdes (na França) e na Turquia.

Uma necessidade para obter água viva é sua MOVIMENTAÇÃO! Se uma água viva ficar imobilizada (envasilhada) durante muito tempo, ela vira “água morta”! [agregados com muito mais de 6 moléculas] Em geral, as águas mais vivas estão nos riachos das montanhas, onde as águas NÃO se movimentam em linha RETA (a distribuição de água pública, em linhas retas, não contribui para vivificar a água). Como muitos de vocês sabem, os locais do planeta que possui maior número de centenários são locais montanhosos (Vilcabamba no Equador, Georgia-ex-União Soviética, povo hunza no Paquistão), com águas vivas e ar (oxigênio) puro. Lembro-me de ter lido no passado (literatura referente a indus) que a melhor maneira de beber um copo d’água é enchê-lo pingo-a-pingo (permitindo a movimentação e uma possível oxigenação desse líquido). Nunca li ou ouvi esta sugestão: que tal fazer um “coquetel” de água mineral (que estava parada na sua vasilha) ou batê-la no liquidificador, para vivificá-la, antes de bebê-la? Minha loucura já está ficando muito avançada?? Passar, várias vezes, a água de um copo para outro, antes de bebê-la, deve melhorar a água bebida…

Como nossos problemas físicos estão, geralmente, associados a substâncias ácidas (pH<7), convém bebermos água mineral ALCALINA (pH maior que 7). Tenho comprado uma água mineral (marca Ibirá) que possui pH igual a 10,0! Ao paladar é idêntica às outras águas minerais sem gás.
Paz, luz e saúde perfeita para todos.

Rui.


Repassando:

From: Rui Fragassi
To: 21 Dias
Sent: Monday, November 01, 2004 3:19 PM
Subject: Re: 21 Dias – A Água cura Tudo #9

Parece coisa de louco, mas segundo o Sr. Emoto, você pode melhorar estruturalmente sua água – externa e interna a seu corpo – [os aglomerados moleculares de H2O], colocando uma capa sobre um garrafão dessa água, com palavras positivas (amor, saúde,…) e, talvez, desenhos bonitos…, além da tradicional magnetização (http://www6.via-rs.com.br/magnetizadordeagua/textos.html). O mais importante para você, no momento, é ingerir alguns copos de água pura FORA dos horários das refeições, se você come comida cozida. Não vale a água tomada na forma de chimarrão, café, chá, sucos de frutas industrializados ou naturais adoçados, refrigerantes, cervejas, etc. Nesses casos, as moléculas de água estão bastante “contaminadas”, e não fazem o efeito desejado (pelo contrário, ao tomar suco de tomate salgado, por exemplo, é necessário aumentar a ingestão de água limpa!). Se você lê inglês, recomendo o livro que citei anteriormente (do Dr. Batman…, com tradução livre “Os muitos reclamos do corpo pedindo água”). Uma passagem dele, para sua curiosidade:
“Água previne e cura azia: A azia é um sinal de falta de água no trato gastrointestinal superior. É um grande sinal de sede do corpo humano. O uso de antiácidos e tabletes de medicamentos no tratamento desta dor, não corrige a desidratação, e o corpo continua a sofrer como um resultado de sua falta de água. A tragédia: não reconhecendo a azia como um sinal de desidratação e tratando-a com antiácidos e pílulas de medicamento irá, com o tempo, produzir inflamação crônica do estômago, duodeno, hérnia, úlceras e, eventuallmente, câncer no trato gastrointestinal, incluindo o fígado e pâncreas”. Ele conta que resolveu um caso de crise aguda de úlcera, fazendo o doente ingerir pouco mais que um copo d’água.

Recebi a seguinte pergunta:

“Super interessante seu tema sobre a agua; poderia me explicar como funciona a terapia contra a obesidade e como a mesma se efectua o mais detalhadamente possivel?
Desde já muito obrigada
F.”

Minha resposta:

As informações abaixo eu selecionei do livro “Your Body’s Many Cries for Water”, do Dr. F. Batmanghelidj. Ele cita pessoas que perderam 30, 45 e 58 libras (uma libra = meio quilograma) de peso corporal em menos de um ano, usando o método dele.
As sensações de sede e de fome surgem devido a baixos níveis de energia detectado pelo cérebro. O cérebro obtém energia através da “hidroeletricidade” e do açucar presente na circulação sangüínea. As sensações de sede e fome são geradas SIMULTANEAMENTE para indicar as necessidades energéticas do cérebro. Nós não reconhecemos adequadamente a
sensação de sede e supomos que ambos os indicativos sejam vontade de comer. Nós comemos comida quando o corpo deveria receber água. Nas pessoas que perderam peso (citadas acima), bebendo água antes de comer comida, eles souberam separar adequadamente as duas sensações. Eles não comeram em excesso tentando satisfazer a vontade de ingerir água.
O cérebro humano é cerca de 1/50 avos do peso total do corpo, com as células cerebrais constituídas de cerca de 85 % de água. No entanto, 20 % da circulação sangüínea é alocada e disponibilizada para o cérebro. O cérebro seleciona, desse sangue circulante, o que ele precisa para o seu funcionamento normal. O cérebro é a parte do corpo que está mais ativa e,
portanto, consome uma alta taxa de energia (daí os 20 % do sangue encaminhado para ele). O cérebro usa dois mecanismos para suas necessidades de energia: um, vem do metabolismo da comida e formação de açucar; dois, vem do seu suprimento de água e conversão em energia hidroelétrica (o corpo humano tem a habilidade de gerar energia hidroelétrica quando a água, por si mesma, atravessa a membrana celular e gira umas bombas muito especiais que
geram energia, semelhante à geração de potência hidroelétrica em uma barragem no rio). O açucar no sangue pode ser gerado a partir das proteínas (fácil) e das gorduras (mais difícil). Existe uma enzima que quebra a gordura (lipase sensível a hormônio) e que é ativada após cerca de uma hora de caminhada, mantendo esta atividade por 12 horas (portanto, ideal seria
caminhar duas horas por dia, de manhã e à tarde).Esta enzima na circulação sangüínea irá também limpar as paredes de todos os vasos sangüíneos das placas de gordura e dos depósitos.
Se o cérebro é usado mais (em épocas de estresse) e o corpo não é usado proporcionalmente para suprir o cérebro com suas necessidades de açucar, uma pessoa não-disciplinada irá comer mais freqüentemente e em quantidades maiores. Em geral, confunde-se as sensações e acaba-se comendo no lugar de beber água. Sob tensão, o corpo acaba ficando desidratado. Ganha-se peso porque come-se para suprir o cérebro com energia para a sua atividade constante (24 horas por dia). Porém, quando come-se o alimento, apenas 20 % dele chega ao cérebro. O resto será gradualmente armazenado SE a atividade muscular não usar a porção que lhe for alocada. Com água como fonte de energia, este armazenamento não ocorre: o excesso de água é expelido na forma de urina.
A maioria dos refrigerantes possui cafeína (os “diet” possuem aspartame, que tem terríveis efeitos colaterais – fuja dele!).
Consumindo-os, supõe-se que podem substituir as necessidades de água do corpo, já que eles possuem água. Isto é uma suposição errada! A cafeína é uma droga que cria dependência, devido à sua ação direta no cérebro. Ela também atua nos rins, causando aumento na produção de urina (agente desidratante), levando ao consumo de várias latas de refrigerantes por dia, sem se satisfazer. Pensando que já consumiram “água” suficiente, as pessoas acham que estão com fome e começam a comer mais do que as necessidades de
alimento do corpo. Logo, a desidratação causada por refrigerantes cafeinizados, com o tempo, irá causar um ganho gradual de peso devido à alimentação em excesso, como resultado direto da confusão entre as sensações de sede e fome.

Paz e luz para todos.
Rui

PS: Em poucas palavras podemos dizer que, tomando água pura antes das refeições [matando a sede] você irá comer menos e os depósitos de gordura do corpo são fabricados usando os elementos presentes na comida. A água não contribui para o aumento de peso [não gera gorduras] pois seu excesso é facilmente eliminado via rins, na forma de urina. Maktub. RFS.


Arquivo inserido em fevereiro /2007