EFT – Porque Funciona tão bem – item 5/15

Quebra de frequência


Foto: Vanessa Oliveira

O processo geral de quebra de frequência, que por si só se constitui numa das principais chaves de cura, é muito facilitado e fica muito presente durante a aplicação da EFT de diversas formas:

  • Pela alternância e readaptação dos comandos a medida em que os estados emocionais e conteúdos vão se alternando;
  • Pela alternância de pontos e, inclusive de sua sequência, quando, por exemplo, introduzimos durante um “tapping” uma sequência nos dedos, uma rodada do procedimento Gama 9 ou pontos não usados na sequência de atalho;
  • Pela própria alternância dos estados emocionais e dos conteúdos que vão naturalmente mudando;
  • Pela alternância da mão de aplicação e dos lados de recebimento das batidas dos pontos. Esta quebra de frequência, em específico, é ajuda pelo próprio processo de cansaço ou desgaste do das juntas, articulações e musculatura do braço ou até mesmo dos pontos que estão recebendo as batidas, nos lembrando de alterar os movimentos, posições etc;
  • O procedimento Gama 9 em si traz vários elementos para quebrar a frequência, trabalhando a coordenação motora, ativação neural dos lados esquerdo e direito do cérebro alternadamente, ativação da poderosa reflexologia cadeia muscular ocular que realmente reverbera em todo o organismo. Essa cadeia reflexológica muscular dos olhos é tão completa e eficiente em relação à gravação de todo o que somos, e, consequentemente, em poder de respostas de cura, que existe uma linha terapêutica de liberação emocional muito eficaz centrada apenas nela: a EMDR – Eye Movement Desensitization and Reprocessing.
<Anterior Próximo>

Deixe Seu Comentário

Comentário(s) para EFT - Libertação Emocional.
Se seu post não aparecer imediatamente, atualize a página pois ele já deve estar ativo.