EFT – Porque funciona tão bem – item 3/15

Vivência de Estados de Neutralidade


Foto: Vanessa Oliveira

Mais importante do que apenas fazer programações mentais positivas ou dissolução de negatividades, ao final de uma rodada profunda de EFT, é comum atingirmos estados de Neutralidade(*) e tranquila absorção, decorrentes tanto da liberação de questões “negativas” quanto da saciedade gerada pela programação e ancoragem de intenções “positivas”.

Nesses momentos conseguimos facilmente entrar em estado meditativo sem precisarmos “ir meditar”, a meditação ocorre natural e espontaneamente, temos uma sensação gratificante de não precisar de fazer algo ou alguma coisa, simplesmente conseguimos sintonizar o estado de ser e ficarmos quietos, “sendo” e não “fazendo”…

Associada à meditação, a Neutralidade(*) se constitui de uma das práticas de atingimento da iluminação mais fortes que existem, ajudando a dissolver a percepção da dualidade tão forte neste mundo.

(*) Neutralidade – item explicado na versão completa do conteúdo sobre Instrumentos e Práticas de Cura e Expansão de Consciência.

<Anterior Próximo>

Deixe Seu Comentário

Comentário(s) para EFT - Libertação Emocional.
Se seu post não aparecer imediatamente, atualize a página pois ele já deve estar ativo.